Terça-feira, Dezembro 6, 2022
Pub

Incêndios: Comandante Regional da Proteção Civil diz que “temos o dispositivo possível” e faz apelo

- Publicidade -
- Publicidade -

Como já noticiámos, o Governo vai declarar a situação de alerta a partir de sexta-feira devido ao risco elevado de incêndio florestal para os próximos dias.

Neste sentido ODigital.pt falou com o Comandante Regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo, José Ribeiro, que disse que “temos um dispositivo em cada um dos distritos e em cada um dos municípios, que é aquilo que é possível, mas que eu considero que é ajustado ao nível de risco e aquilo que é o histórico das ocorrências.

De acordo com José Ribeiro, “o dispositivo que até ao momento nos tem permitido dar uma resposta competente e muito eficaz às ocorrências, com as quais temos sido confrontadas e, portanto, tenho muita confiança que esse dispositivo utilizado e mobilizado de forma muito integrada, em parceria sempre entre os vários patamares do território e entre as diferentes forças, dará resposta àquilo que são as solicitações colocadas por este risco nos incêndios rurais.

Questionado sobre qual é a maior preocupação no Alentejo para a Proteção Civil nesta época de incêndios, José Ribeiro, referiu que “o maior risco em termos florestais naturalmente espalhadas um pouco por toda a região, começando pelo Norte, na Serra de São Mamede, a zona de Nisa, a zona da Serra D’Ossa, em Portalegre, depois no distrito de Beja, aquilo que é a zona de Odemira, a zona de Moura, ou seja, há um conjunto de zonas que são zonas de risco, risco esse que depois se agrava naqueles períodos em que a meteorologia é mais adversa e em que faz subir a severidade.

O Comandante Regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo apela ainda às populações para que “tenham o maior cuidado no uso do fogo, que tenham o maior cuidado quando utilizam os espaços florestais e os espaços rurais, para não provocarem ignições, para agirem de forma o mais segura possível, evitando assim que tenhamos ocorrências ou pelo menos tenhamos o menor número de ocorrências possível.”

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Concentração do PCP em Évora exige mais profissionais de saúde para o distrito

Algumas dezenas de pessoas concentraram-se hoje junto ao hospital de Évora, numa iniciativa do PCP, para exigir a contratação de profissionais de saúde para...

Aldi vai abrir loja em Beja esta quarta-feira

O Aldi vai abrir uma loja na Avenida da Liberdade, em Lisboa, e outra em Beja, criando, aproximadamente, 40 novos postos de trabalho, foi...