Inaugurada Fortificação abaluartada de Campo Maior após investimento de 5M€ (c/fotos)

Castelo de Campo Maior

Decorreu, este sábado, a inauguração das obras do Projeto de Requalificação da Fortificação Abaluartada de Campo Maior.

Para além do presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, João Muacho, estiveram presentes o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, bem como a diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, entre outras entidades locais e regionais.

As obras agora inauguradas resultaram de uma candidatura apresentada ao programa Alentejo 2020 pela Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) em parceria com o Município de Campo Maior que assumiu a componente nacional para as obras de Requalificação da Fortificação Abaluartada de Campo Maior, Monumento Nacional afeto à DRCAlentejo, num investimento comunitário de cerca de 5 milhões de euros.

A intervenção efetuada teve por finalidade a recuperação, com conservação e reconstrução, de cerca de 1600 m da muralha abaluartada moderna a Sul e Poente de Campo Maior, bem como a recuperação das edificações do interior do castelo medieval e adaptação de espaços para fruição publica.

A requalificação em causa pretende preservar, valorizar e salvaguardar uma das mais importantes fortificações do Alto Alentejo inserida num vasto conjunto de fortalezas da região fronteiriça da raia, constituído por exemplares únicos de arquitetura militar do passado que testemunha séculos de história. Pretende também contribuir para a promoção da região em termos culturais e turísticos, bem como para o desenvolvimento económico do interior.

Fique de seguida com as imagens da inauguração, numa reportagem de Hugo Calado: