Hospital de Évora recebeu, esta semana, cerca de quatro dezenas de novos Médicos Internos

Hospital de Évora

Foi na manhã desta segunda-feira, dia 4 de janeiro, que ocorreu a receção aos novos 39 médicos internos que irão desempenhar a atividade profissional no Hospital do Espirito Santo de Évora.

Recebidos pela Diretora Clínica, Drª. Isabel Pita, e pelo Dr. Artur Canha da Silva, Diretor do Internato Médico, pelo Gabinete de Comunicação e Marketing e pela Comissão de Internos do HESE, os Médicos Internos são originários de vários pontos do país e mesmo de fora do país, contando com a presença de jovens Médicos do Brasil e de Cuba.

Dos 39 Internos, 26 são de Formação Geral e 13 são de Formação Específica, sendo que os últimos optaram pelas seguintes especialidades: Anestesiologia, Pediatria, Imunohemoterapia, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Cardiologia e Medicina Interna.

O interno de formação específica, Filipe Alfaiate, natural de Évora, fez a sua formação geral em Medicina em 2020 e, embora esta experiência tivesse tudo para ser difícil devido à pandemia, Filipe admite que foi “irmão, filho, neto, sobrinho, tio de tantos doentes que não puderam ter a visita dos seus familiares. Fui ombro amigo de colegas que tiveram casos difíceis.” Ao dizer isso, Filipe diz que o Hospital de Évora ensinou-lhe algo que leva para a vida: “o mais importante são as pessoas.” No ano passado, Filipe admitiu que voltaria a repetir a formação geral num ano de pandemia neste hospital e presentemente faz parte dos 13 Internos de Formação Específica.

Todos os anos, dezenas de Internos escolhem o HESE e 2021 segue esta regra. Isabel Pita, Diretora Clínica do HESE, congratulou todos pela escolha e salientou que “este é um momento atípico, sendo assim um grande desafio. Contudo, e apesar de ser um momento crítico, também é uma experiência única para quem começa a praticar medicina“. A Diretora Clínica acrescentou ainda que “conta com a colaboração e compreensão de todos, no contexto pandémico que o HESE está a viver“. 

Além disso, Isabel Pita afirmou que “neste momento ser Interno no HESE significa fazer parte da futura equipa que vai abrir um novo hospital, já que o Hospital Central do Alentejo tem previsão de abertura em dezembro de 2023“. Dito isso, “os Internos poderão ter o privilégio e experiência única de acompanhar a construção deste hospital e fazerem parte do corpo clínico que o irá inaugurar.”

Os Internos são acolhidos pelo HESE EPE através de um programa organizado pela Direção do Internato Médico.