Hospital de Évora realizou mais de 15700 cirurgias até Outubro, mais 25% que em 2018

Hospital de Évora

O Hospital do Espírito Santo de Évora registou até ao mês de Novembro de 2019, um aumento de 25% na realização de intervenções cirúrgicas, face ao período homólogo de 2018.

De uma forma geral, até 31 de Outubro de 2019, regista-se um aumento em todas as áreas assistenciais do HESE EPE, designadamente: Cirurgias, Consultas Externas e Internamento.

Segundo os dados agora divulgados, relativamente à actividade cirúrgica total do HESE, em 2018, realizaram-se 12579 intervenções cirúrgicas, até 31 de Outubro, e este ano totalizam-se 15740, no mesmo período, o que corresponde a um aumento 25 % (3161 intervenções).

As cirurgias programadas são as que apresentam um maior aumento, com um valor de 28%, o que se reflecte na diminuição das listas de espera dos doentes inscritos para cirurgia, em -19%. Consequentemente, o HESE registou ainda um aumento de 26% do número de doentes operados em tempo adequado, respeitando os tempos máximos de resposta garantidos (TMRG).

No que concerne à actividade de consultas externas do HESE, verificou-se um aumento de 7% das primeiras consultas e 4,5,% das subsequentes, fundamentalmente em resultado de um esforço suplementar das equipas de profissionais, aliada a uma melhoria da agilização do agendamento das consultas junto das equipas médicas.

Durante este período, registou-se ainda um aumento de 14% de consultas realizadas em tempo adequado, respeitando os tempos máximos de resposta garantidos, por prioridade. A lista de espera para consulta (LEC), neste primeiro semestre, apresentou uma redução de 24%.

Relativamente à actividade do internamento registou–se um aumento de 8% dos doentes saídos do internamento, relativamente ao período homólogo de 2018.

Maria Filomena Mendes explica que “é com enorme satisfação que o Conselho de Administração constata que os compromissos assumidos por todos no início do ano foram cumpridos no decorrer de 2019. O balanço do primeiro semestre já indicava alterações positivas significativas, em comparação com 2018, e, neste momento, registamos que o fecho do ano mantém essa crescente actividade assistencial, o que constitui uma mais valia não só para a instituição, mas principalmente, para os nossos Utentes. A actividade assistencial de 2019, até à data, reflecte o aumento da qualidade da prestação de cuidados do HESE e a melhoria da capacidade de resposta à população, graças à dedicação dos profissionais do HESE.”