Há artigos de desporto que podem conter substâncias prejudiciais para a nossa saúde, alerta a ZERO

Desporto

De acordo com o projeto europeu LIFE AskREACH, que conta com a participação da ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável, alguns artigos de desporto podem conter substâncias prejudiciais para a nossa saúde.

Neste estudo foram testadas bolas de ginástica, tapetes para yoga, dumbbells, cordas, utensílios de natação, garrafas desportivas, calçado de ginástica, entre vários outros artigos, adquiridos em 13 países europeus, entre eles Portugal.

No total foram analisados 82 produtos por um laboratório independente acreditado para avaliar a presença de substâncias que suscitam elevada preocupação, como plastificantes, retardadores de chama, metais pesados a alquilfenóis. Os artigos selecionados eram em plástico flexível.

Segundo os dados disponibilizados pela ZERO, “foram detetadas substâncias que suscitam elevada preocupação em 25% dos artigos (20 no total), sendo que quase metade destes continham estas substâncias em mais de 0,1%, o que obriga o produtor e o retalhista a informar os consumidores sobre a sua presença, caso estes solicitem tal informação. Contudo, nenhuma das empresas que produziram estes produtos respondeu ao pedido de informação enviado sobre a presença destas substâncias.”

Segundo o Regulamento REACH – Registo, Avaliação e Autorização de Substâncias Químicas, as empresas produtoras e os retalhistas estão obrigados a disponibilizar aos cidadãos informação sobre a presença destas substâncias em artigos/produtos, sempre que estas constituam mais de 0,1% do produto e desde que o consumidor a solicite.

Neste sentido, a ZERO deixa algumas recomendações aos desportistas:

É fundamental manter as resoluções de Ano Novo, pelo que a ZERO disponibiliza algumas dicas para tornar a prática desportiva mais segura:

  • Evite artigos feitos de plástico, especialmente PVC flexível ou artigos escuros de baixo custo, feitos de plástico rígido. Devolva ao retalhista os artigos de plástico com cheiros fortes.
  • Procure rótulos ecológicos, como o Rótulo Ecológico Europeu ou o Blue Angel.
  • Faça uso da aplicação para telemóvel Scan4Chem, que lhe permite enviar pedidos de informação sobre a presença de substâncias que suscitam elevada preocupação aos produtores e aos retalhistas. Envie pedidos de informação sobre todos os artigos em que tenha interesse e contribua para sensibilizar as empresas para a necessidade de retirarem estas substâncias dos seus produtos. A Scan4Chem está disponível nas lojas da Google e da Apple:

https://play.google.com/store/apps/details?id=de.uba.scan4chem

https://apps.apple.com/us/app/scan4chem/id1205416098