Grândola: Mulher, de 28 anos, viola confinamento obrigatório e GNR apanha-a atrás dum balcão a atender clientes

GNR

A Guarda Nacional Republicana deteve, esta sexta-feira, uma mulher, de 28 anos, por violação do confinamento obrigatório a que estava sujeita, no âmbito da pandemia de Covid-19, em Grândola.

Segundo a GNR, “na sequência de uma denúncia, os militares deslocaram-se ao posto de trabalho da visada, tendo confirmado que a mesma se encontrava a efetuar atendimento ao público nesse local”.

A Guarda adiantou ainda que após contacto com a autoridade local de saúde, “confirmou-se que a mulher deveria estar a cumprir confinamento obrigatório”.

A visada foi constituída arguida, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Grândola.