GNR interrompeu casamento em Moura que ia reunir cerca de 300 pessoas

ocorrências da GNR

A Guarda Nacional Republicana, através de militares do Destacamento Territorial de Moura, no passado dia 16 de setembro, interrompeu a celebração de um casamento, no concelho de Moura.

Segundo a GNR, “após conhecimento de que iria realizar-se um casamento que violava as normas da Resolução do Conselho de Ministros Nº 70-A/2020, no âmbito da pandemia de COVID-19, os militares da Guarda apuraram que não tinha sido solicitado parecer à Autoridade de Saúde e, deslocando-se ao local, confirmaram a presença de cerca de 300 pessoas.”

A Força de Segurança adianta ainda que “a intervenção resultou na interrupção da cerimónia, tendo apenas sido autorizados a permanecer no local os cidadãos residentes. Durante a referida ação, não se registou qualquer tipo de incidente.”

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Moura.