GNR deteve mais um elemento da rede de tráfico de droga que atuava em Borba e Alandroal

Guarda detém indivíduos no Alentejo

O número de suspeitos de tráfico de droga numa operação nos concelhos de Borba e de Alandroal (Évora) subiu para seis, após a GNR ter detido mais um homem em Almada, revelou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, o Comando Territorial de Évora da GNR indicou que o sexto suspeito, de 53 anos, foi detido na segunda-feira, em Almada, no distrito de Setúbal, por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Estremoz.

A GNR explicou que, na sequência da operação desenvolvida no dia 09 deste mês, que culminou na detenção de cinco pessoas por suspeitas de tráfico de droga, foi dado cumprimento a um mandado de detenção a um outro suspeito.

O homem é presente hoje ao Tribunal Judicial de Vila Viçosa para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.

Em relação aos outros cinco suspeitos, o Tribunal de Vila Viçosa decretou, na sexta-feira, a prisão preventiva de quatro deles, segundo fonte da GNR.

A mesma fonte indicou à Lusa na sexta-feira, que deste grupo detido no dia 09, dois homens ficam a aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Castelo Branco e duas mulheres no Estabelecimento Prisional de Tires (concelho de Cascais, distrito de Lisboa), após terem sido presentes ao Tribunal de Vila Viçosa, para primeiro interrogatório judicial.

O outro suspeito ficou sujeito a apresentações semanais na força de segurança da área de residência, segundo a fonte da Guarda.

O Comando Territorial de Évora da GNR indicou, num comunicado enviado no dia 09, que as detenções dos cinco suspeitos, com idades entre os 25 e os 60 anos, foram efetuadas por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Estremoz, tendo sido apreendidas 400 doses de cocaína, heroína e haxixe.

A GNR explicou que, na sequência de uma investigação por “tráfico de produtos estupefacientes”, que decorria há cerca de um ano, os militares da guarda apuraram que os suspeitos “atuavam de forma organizada e hierarquizada, adquirindo o produto estupefaciente fora do distrito de Évora, disponibilizando-o posteriormente aos consumidores locais e de outros concelhos, causando uma forte instabilidade social na comunidade local“.

No decorrer das diligências policiais, de acordo com o comunicado da GNR, foi dado cumprimento a seis mandados de busca, cinco domiciliárias e uma em veículo, culminando no “desmantelamento da rede de tráfico de estupefacientes” naqueles concelhos.

A GNR apreendeu 290 doses de cocaína, 100 doses de heroína, 10 doses de haxixe, uma arma de fogo, uma réplica de arma de fogo, oito telemóveis, uma balança de precisão, um computador, 580 euros em numerário e material usado no acondicionamento do produto estupefaciente.

A ação contou com o reforço da Unidade de Intervenção, do Núcleo de Apoio Técnico, do Destacamento de Intervenção, do Núcleo de Apoio Operativo e do Núcleo Digital Forense do Comando Territorial de Évora.