GNR: Cerca de 300 sobreiros abatidos ilegalmente em Grândola

Abate de sobreiros

A Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Grândola, no dia 17 de setembro, detetou um abate massivo de sobreiros secos e verdes num total de 372 árvores, em Grândola.

Segundo a informação disponibilizada pela GNR, “no decorrer de uma fiscalização, foi possível apurar que o responsável pelo abate garantia que tinha licença para o efeito, mas que não a tinha no local, tendo os trabalhos sido suspensos até à apresentação da mesma.”

Acrescenta ainda a GNR que “no dia 21 de setembro foi apresentada uma licença válida para abate de 82 sobreiros secos, tendo-se assim confirmado o abate ilegal de 290 sobreiros, dos quais 135 em estado vegetativo (verdes).”

A GNR recorda que “o sobreiro, Quercus suber, é uma espécie protegida ao abrigo do Decreto-Lei nº 169/2001, de 25 de maio, carecendo de licença do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas ICNF todas a ações que incindam sobre o mesmo”, acrescentando que a GNR “através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.”