GNR autuou 79 pessoas por campismo e caravanismo ilegal em Santiago do Cacém e Grândola

Caravanismo ilegal

A Guarda Nacional Republicana, através dos Núcleos de Proteção Ambiental (NPA) de Santiago do Cacém e Grândola, esta quinta-feira, realizou uma ação de fiscalização ao campismo selvagem e caravanismo ilegal nas localidades de Santiago do Cacém e Comporta.

As ações de fiscalização da GNR, inseridas na operação “Verão Seguro 2020”, decorreram nas áreas protegidas do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Reserva Natural das Lagoas de Santo André Sancha e Península de Tróia.

Os militares da Guarda tiveram como objetivo fiscalizar a prática de campismo e caravanismo em situação ilegal ou irregular nestas áreas protegidas. No total, foram identificadas 79 pessoas e elaborados 79 autos de contraordenação.

As ações tiveram o reforço da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC), Postos Territoriais de Sines e Santo André, dos Vigilantes da Natureza do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) de Sines.