Festival Terras sem Sombra faz etapa em Castelo de Vide

Castelo de Vide

O agrupamento belga Utopia Ensemble atua no próximo sábado à noite na Igreja Matriz de Santa Maria da Devesa, em Castelo de Vide, distrito de Portalegre, no âmbito do Festival Terras Sem Sombra.

O Utopia Ensemble vai interpretar obras da polifonia europeia. Antes, no sábado à tarde, realiza-se uma visita ao património judaico da vila, do qual sobressai uma judiaria. A ação de biodiversidade decorre no domingo de manhã, na Serra de S. Mamede, que tem 1.025 metros de altura.

O ensemble Utopia, formado pelos músicos Alice Foccroulle (soprano), Bart Uvyn (contratenor), Adriaan De Koster (tenor), Lieven Termont (barítono) e Guillaume Olry (baixo), integrado na linha de interpretação historicamente fundamentada, vai apresentar um repertório de peças do século XVI e inícios do século XVII, sob o título “Porque Vagueias, Alma Minha?”, dedicado à polifonia europeia do Renascimento e do Maneirismo.

“O programa alicia com uma combinação do canto gregoriano e obras fundamentais de grandes compositores europeus. Destacam-se, muito justamente, numa terra fronteiriça, as obras do português Pedro de Cristo (‘Tristis est anima mea’) e do espanhol Cristóbal de Morales (quatro ‘Lamentatio’), sendo ainda interpretadas peças do francoflamengo Josquin Desprez e do holandês Caspar van Weerbecke”, segundo a apresentação do concerto.

A 17.ª temporada do Festival, organizado pela associação Pedra Angular, prossegue em Sines (21 e 22 de agosto), Ferreira do Alentejo (04 e 05 de setembro), Viana do Alentejo (11 e 12 de setembro) e Odemira (18 e 19 de setembro).