Felícia, de 101 anos, foi a primeira idosa a receber a vacina contra a Covid-19 no concelho do Crato

Vacinação no Crato

Arrancou hoje a vacinação contra a Covid-19 no Lar de Grandes Dependentes da Santa Casa da Misericórdia do Crato.

Felícia de Cunha e Sá Moutinho, de 101 anos, foi a primeira utente da instituição a receber a injeção que confere imunidade contra o novo coronavírus.

A munícipe do Crato é apenas uma dos muitos utentes do lar e do município que têm prioridade no acesso ao fármaco durante a primeira fase da processo de vacinação. Este critério de prioridade nacional obedece ao facto de a instituição não ter sofrido qualquer surto da epidemia e de o concelho estar na lista dos que têm mais infetados por mil habitantes

O Crato faz parte da lista dos concelhos em risco extremo de incidência da Covid-19 há várias semanas. Para a contenção da pandemia, o município tem implementado uma estratégia de testagem continuada de determinadas populações mais fragilizadas, entre as quais os idosos residentes em instituições.

Presentes neste ato histórico esteve Joaquim Diogo, presidente da Câmara Municipal do Crato, o deputado Luís Testa, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Crato, Mário Cruz e a presidente da União das Freguesias de Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale do Peso, Ana Izabel Merêces.