Terça-feira, Agosto 16, 2022
Pub
Pub

Ex-presidente da Câmara de Vidigueira condenado a pena de prisão suspensa por peculato

- Publicidade -
- Publicidade -

O ex-presidente da Câmara de Vidigueira, Manuel Narra, foi hoje condenado por peculato a uma pena de cinco anos de prisão, suspensa sob a condição de devolver ao município a quantia que recebeu indevidamente em ajudas de custo.

O coletivo de juízes do Tribunal Judicial de Beja julgou hoje “parcialmente procedente” a pronúncia do caso relacionado com 42.508,80 euros em ajudas de custo, relativas a deslocações, que Manuel Narra recebeu indevidamente da Câmara de Vidigueira, entre novembro de 2013 e outubro de 2017, quando era presidente do município.

O coletivo absolveu Manuel Narra de um crime de falsificação de documento agravada e condenou-o por um crime de peculato a uma pena de cinco anos de prisão e 60 dias de multa à taxa diária de 20 euros.

No entanto, o coletivo decidiu suspender a execução da pena de prisão por igual período, sob a condição de Manuel Narra efetuar e comprovar o pagamento à Câmara de Vidigueira da quantia de 42.508,80 que recebeu indevidamente.

A quantia, que também corresponde ao pedido de indemnização civil feito pelo município e que o coletivo aceitou, terá de ser paga em cinco anos e em prestações mensais de 708,40 euros, acrescidos de juros de mora à taxa legal, contados desde a data da notificação para contestar até ao integral pagamento.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Portel: Investimento superior a 700m€cria espaço intergeracional em Santana (c/fotos)

Decorreu este domingo, 14 de agosto, a inauguração da ampliação do Centro Comunitário de Santana, no concelho de Portel. Uma cerimónia bastante participada e que...

Reguengos de Monsaraz: Mário Moita assinalou 40 anos de carreira na ExpoReg (c/fotos)

Como já noticiámos, entre 12 e 15 de agosto decorreu a 28.ª ExpoReg – Exposição de Atividades Económicas de Reguengos de Monsaraz no Parque...