Évora recebe congresso sobre o Mármore, porque “há que encontrar soluções” para o sector, diz Carlos Filipe (c/vídeo)

Entrevista Carlos Filipe

Na próxima semana, a cidade de Évora acolherá o congresso internacional «Mármore do Alentejo: da História ao Património», que decorrerá nos dias 25 a 27 de outubro de 2021, no Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT).

O Congresso Internacional Mármore do Alentejo: da História ao Património. O caso da Indústria Portuguesa no Mercado Global das Rochas Ornamentais, será realizado no âmbito da 3ª Fase do projeto Património e História da Indústria dos Mármores.

Neste sentido ODigital.pt este à conversa com o investigador Carlos Filipe, do CECHAP – Centro de Estudos de Cultura, História, Artes e Patrimónios, que nos falou sobre este congresso e sobre os seus objetivos e conteúdos.

Uma grande entrevista em que Carlos Filipe deixou claro que na região “temos um recurso único e reconhecido”, no entanto a “indústria deixou de investir, e atualmente tem máquinas muito ultrapassadas”, pelo que, “entre ciência e inovação, os empresários têm de aceitar os caminhos a seguir”.

Carlos Filipe deixou ainda claro que “há que encontrar soluções e as soluções só são encontradas dialogando”, acrescentando que “os industriais têm de despertar rapidamente”.

Fique de seguida com a grande entrevista: