Évora: GNR assinalou Dia Pessoas com Deficiência com aula de hipoterapia (c/fotos)

GNR com pessoas deficientes

O Comando Territorial de Évora da Guarda Nacional Republicana assinalou, esta quinta-feira, o “Dia Internacional das Pessoas com Deficiência”.

A GNR promoveu uma ação de hipoterapia no seu picadeiro, para as instituições de apoio a pessoas com deficiências, com o objetivo de divulgação dos direitos e promoção da inclusão das Pessoas com Deficiência.

Uma ação que contou com utentes de várias instituições, entre elas a Associação de Reabilitação, Apoio e Solidariedade de Évora, que assim recuaram aos meses que antecederam a situação pandémica que se vive, altura em que a GNR realizava deveras aulas de hipoterapia em parceria com várias entidades do distrito.

Em declarações a’ODigital.pt, o Capitão Pedro Gomes começou por explicar que “estas aulas de hipoterapia já vêm a acontecer há muitos anos atrás, mas infelizmente com a situação pandémica tivemos que as suspender e hoje para assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, tivemos aqui simbolicamente esta ação, não só para sensibilizar para direitos e promoção da inclusão das Pessoas com Deficiência, mas também para que os próprios utentes pudessem relembrar um pouco destas aulas que eles tanto gostam.”

Visto que temos os meios ao nosso dispor, decidimos também colocá-los ao dispor de outras entidades que tanto necessitam deles e nesta parceria acabam por todos os utentes das diversas instituições do distrito serem beneficiários destas aulas de hipoterapia que tão bem lhe fazem para o seu estado físico e motor”, referiu o Capitão Pedro Gomes.

Em média estas aulas de hipoterapia, proporcionadas pelo Comando Territorial de Évora, são frequentadas por três instituições, com cerca de 15/20 utentes por sessão.

O Capitão Pedro Gomes destacou ainda o desígnio da GNR em estar mais próximo de todos, referido que “hoje estamos a falar aqui na questão das aulas de hipoterapia, no entanto, através das ações policiamento comunitário tentamos apoiar e colaborar com outras tantas instituições espalhadas pelo nosso distrito de Évora”, acrescentando que “há várias instituições que trabalham com pessoas com deficiência e tentamos estar próximos e, é intenção da GNR prestar uma resposta mais personalizada e adaptada aos problemas concretos da população, sobretudo da mais vulnerável e o caso da hipoterapia vai nesse sentido.” Sobre os constrangimentos que a pandemia trouxe a este tipo de ação, o Capitão Pedro Gomes referiu que devido à situação pandémica “tivemos que suspender as aulas por questões de segurança, mas assim que possível e estejam reunidas todas as condições sanitárias vamos iniciar as aulas com segurança para todos os utentes.”