Terça-feira, Dezembro 6, 2022
Pub

Évora: Fado e Cante Alentejano cruzaram-se na abertura do Festival Imaterial (c/fotos)

- Publicidade -
- Publicidade -

Arrancou, este sábado (1 de outubro) o Festival Imaterial, que decorre até dia 9 de outubro na cidade de Évora, com a programação a dividir-se por vários espaços.

O espetáculo de abertura, que decorreu no Palácio D. Manuel, contou com a atuação do fadista Helder Moutinho e do grupo coral Cantadores do Desassossego.

Nas palavras proferidas na cerimónia de abertura, o presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, referiu que “a proposta do festival vai no sentido de dizer que é possível ter uma sociedade onde é possível ouvir-nos uns aos outros, onde a diferença é respeitada e só se conhecermos expressões culturais diferentes é que podemos entender e é isso que se pretende com o festival”.

Carlos Pinto de Sá, destacou ainda o facto de Évora ser “candidata a Cidade Europeia da Cultura 2027 e, nesse sentido, propomos um conceito muito fundado na identidade cultural alentejana, o conceito de vagar, e que tem uma ideia de que precisamos nesta sociedade conturbada para parar e pensar, ter tempo para nos relacionarmos uns com os outros e também garantir equilíbrio com a natureza”.

Já o presidente da Fundação INATEL, Francisco Caneira Madelino, referiu que a “Fundação tem nos projetos de diálogos interculturais entre gerações, entre a tradição e a modernidade, uma linha de regeneração e de continuidade da fundação e, a cidade de Évora é um dos sítios melhores para consolidar esta ideia”.

Para o presidente da INATEL, “a cidade de Évora faz uma ligação intemporal entre a tradição mais continental portuguesa e a mais mediterrânica, tem uma arquitetura que propicia esta intervenção“.

Fique de seguida com as imagens deste primeiro evento do festival, numa reportagem de Hugo Calado:

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Estremoz: Piscina municipal coberta reabre após fecho devido a bactéria “Legionella”

A piscina coberta municipal de Estremoz (Évora) reabriu hoje, depois de ter sido encerrada temporariamente ao público após deteção da bactéria “Legionella” neste complexo...

Mundial2022: Estudantes universitários vibram em Évora com vitória de Portugal

As centenas de estudantes da Universidade de Évora (UÉ) que encheram hoje a sede de um clube da cidade, no centro histórico, vibraram com...