Évora: Comissária Europeia visitou Aqueduto da Água de Prata e conheceu projeto ambiental “exemplar” (c/fotos)

elisa ferreira em évora aqueduto

A Comissária Europeia, Elisa Ferreira, acompanhada pela Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e pela Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, visitaram o Aqueduto da Água de Prata, em Évora.

Na visita, o presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá e o vice-presidente, Alexandre Varela, apresentaram o projeto “Life-Água da Prata”, um dos mais emblemáticos projetos em curso no Município de Évora na área do ambiente.

A apresentação ocorreu no decurso de uma deslocação a um dos setores do Aqueduto da Água da Prata, agendada na sequência das comemorações do Dia da Europa em Évora.

Nesta visita, em que marcaram ainda presença a Diretora Regional de Cultura Ana Paula Amendoeira, representantes da empresa Águas do Vale do Tejo e os técnicos municipais que acompanham a execução do projeto, bem como a vice-presidente da CCDRA, Carmem Carvalheira e o presidente da ADRAL, João Grilo.

O projeto “Life-Água da Prata” foi explicado pelo Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, e pelo Vereador do Pelouro do Ambiente, Alexandre Varela, detalhando os fundamentos do projeto, os respetivos objetivos, e também o desenvolvimento das obras em curso.

Ao conhecer o projeto de reabilitação do Aqueduto da Água de Prata, Elisa Ferreira considerou-o “exemplar” e que “ode ser potenciar de outros projetos em torno desta matéria ambiental”.

Recorde-se que o projeto inclui, no seu programa de execução, obras de conservação do Aqueduto da Água da Prata, de forma a permitir a sua reabilitação para a função natural de transporte de água. Foi explicado que os trabalhos, neste momento em fase de execução, decorrem com utilização de materiais e técnicas especiais que têm em conta as caraterísticas da construção, de forma a preservar o seu valor histórico e monumental.

O Aqueduto da Água da Prata remonta ao século XVI, tem 19 kms de extensão, e está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Outro objetivo importante do projeto é a substituição da água tratada na rega dos espaços verdes por água não tratada, recuperando as nascentes originais que alimentam o Aqueduto a partir da Graça do Divor.

O Projeto “Life – Água da Prata”, com um valor de investimento a rondar um milhão e quatrocentos mil euros, é cofinanciado em 60% pelo Programa LIFE, um instrumento financeiro da União Europeia que apoia projetos ambientais, de conservação de proteção da natureza e de intervenção climática.

Fique de seguida com as imagens desta visita, numa reportagem de Hugo Calado e Rogério Cardoso: