Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
Pub

Estremoz assinalou o 5º aniversário da classificação dos Bonecos de Estremoz e fundou confraria (c/fotos)

- Publicidade -
- Publicidade -

A cidade de Estremoz assinalou, esta quarta-feira, 7 de dezembro, o quinto aniversário da classificação da produção dos bonecos em barro de Estremoz como Património da Humanidade, pela UNESCO.

Esta dia ficou marcado, para além da certificação de mais duas artesãs, com a fundação da Confraria do Boneco de Estremoz.

A cerimónia decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Estremoz, tendo contacto com a presença de Hugo Guerreiro, Coordenador Técnico da candidatura e responsável pelo Plano de Salvaguarda, José Daniel Sádio, Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Paulo Azenha, Estilista e Designer do Trajo da Confraria do Boneco de Estremoz, Pedro Calhordas, Designer, e Alexandre Correia, Grão-Mestre da Confraria, entre outras entidades locais e regionais.

Para o presidente da Câmara de Estremoz, José Daniel Sádio, “celebrar o 5.º aniversário da inscrição do nosso Figurado na Lista Representativa de Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO, é fundamental e é um marco na história do nosso concelho” salientando ainda que “estamos a invocar mais de 300 anos daquilo que é o Figurado de Estremoz e estamos a invocar a memória de todos aqueles que ao longo dos séculos permitiram que esta arte se mantivesse e que aqui estejamos hoje com esta alegria tremenda.”

O autarca destacou que esta classificação é “fundamental para a salvaguarda que procuramos, ano após ano manter”.

José Daniel Sádio recordou que “a imagem e o layout do Município mudou recentemente e está centrado nos Bonecos de Estremoz, pois entendemos que eles são os nossos embaixadores”, acrescentando que “celebrar este aniversário e ter a possibilidade de ter connosco os artesãos que já estão certificados e ter a felicidade de certificar mais dois artesãos, significa que Estremoz está no bom caminho e que os bonecos estão bem e recomendam-se” justificou.

Foi um processo muito bem conduzido aquele que levou à classificação em 2017, houve um grande trabalho de todos os envolvidos e não podemos deixar-nos adormecer à sombra da classificação porque há questões que se colocam e temos que manter a classificação para sempre. Somos reconhecidos como um exemplo feliz de como se consegue dinamizar, manter e renovar tudo aquilo que é uma arte do Figurado dos Bonecos de Estremoz porque é fundamental para que mantenhamos aquilo que é a nossa dignidade”, frisou.

Sá sobre a nova confraria, o edil disse que se trata “do envolvimento da sociedade civil na promoção dos Bonecos de Estremoz e esta confraria é também mais uma atividade e um ponto de promoção em Portugal e não só do nosso Figurado e certamente que a confraria será fundamental no caminho que temos a percorrer.

Ao longo da cerimónia foram ainda entregues os diplomas de certificação das barristas Fátima Estróia e Inocência Lopes.

Fique de seguida com as imagens desta cerimónia, numa reportagem de Hugo Calado:

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Alvito acolhe a exposição “Arquivos, Uma Memória Viva”

A exposição “Arquivos, Uma Memória Viva” será inaugurada esta terça-feira, dia 07 de Fevereiro, pelas 16h00, na Biblioteca Municipal Luís de Camões, em Alvito...

Estremoz: 1.º Encontro Transfronteiriço de Cidadania Ativa para os Valores da UNESCO

O 1.º Encontro Transfronteiriço de Cidadania Ativa para os Valores da UNESCO vai decorrer esta sexta-feira, a partir das 09:00, no Teatro Bernardim Ribeiro,...