Está a nascer no Alentejo um CD de música popular que é um instrumento de coesão do território

CD de Música

Está a nascer um CD de música popular que é, também, um instrumento de coesão do território alentejano.

Dois alentejanos pensaram em fazer um trabalho que homenageasse a terra onde nasceram e onde vivem. Ele é um músico. Ela é uma apaixonada pela palavra. José Emídio é um dos precursores desta estória, com Ana Paula Figueira.

Estes dois alentejanos, juntos, criaram algumas letras e algumas melodias. E uma viagem que vai do Castelo de Noudar ao Forte de S. Clemente, visitando várias tradições de um Alentejo que querem fazer memória.

Foram convidados outros artistas para se juntarem a este projecto:  o acordeonista João Frade, o baixista Adriano Alves, o guitarrista Tiago Oliveira, e Os Vocalistas, banda de música popular, composta pelo Bernardo Emídio, pelo Ruben Lameira e pelo José Emídio. A imagem e os desenhos vão estar a cargo do Flávio Horta.

Os dois mentores deste projeto perceberam, a dada altura, que não estavam a criar, apenas, um CD de música popular alentejana, com letras e músicas inéditas, mas algo, ainda, mais valioso: estavam a criar um instrumento promotor de um Alentejo mais coeso, mais cooperante e interligado e, assim, mais competitivo. Onde optaram por preservar todo o imaginário colectivo e social que influencia o modo de ser e de estar no mundo do povo alentejano – criaram estórias cantadas, singelas, em que as letras estão repletas de sentidos e significados, valores morais e elementos específicos da cultura popular. Ou seja, ligadas às tradições, aos costumes e a algumas lendas que singularizam este território. Resolveram então convidar um conjunto de personalidades com diferentes ligações ao Alentejo, reunidos pela partilha de preocupações quanto ao seu desenvolvimento e sustentabilidade, para serem “padrinhos” de cada um dos temas. António Ceia da Silva, Ana Paula Amendoeira, João Ferrão, António Quaresma, Pe António Cartageno, José Manuel Simões, Paulo Lima, João Ferrão e Fernando Romba, são alguns exemplos.

Entenderam agora dar conhecimento público do início desta viagem. Da qual irão continuar a dar conta, das diferentes “estações” pelas quais vão passando.