Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
Pub

Entidades regionais de turismo saúdam Évora como Capital Europeia da Cultura

- Publicidade -
- Publicidade -

A escolha de Évora como Capital Europeia da Cultura (CEC) em 2027 “revela o reconhecimento do potencial do território para organizar e acolher uma iniciativa tão importante”, destacaram hoje as entidades do turismo no Alentejo.

Em comunicado, a Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e a Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA), que são membros da comissão executiva da candidatura, saudaram a conquista obtida por Évora.

Tanto a Turismo do Alentejo, como a ARPTA, “congratulam-se com a escolha do painel internacional de especialistas para que esta cidade Património Mundial da UNESCO seja, dentro de cinco anos, o palco nacional do maior evento europeu a nível cultural”, pode ler-se.

“O Alentejo está, mais uma vez, de parabéns. A realização deste evento internacional no nosso território vai não só alavancar a promoção da cidade de Évora, mas também de toda a região”, disse o presidente da ERT e da ARPTA, Vítor Silva.

O mesmo responsável lembrou que o destino da região “tem uma identidade forte e genuína e é sobejamente rico em termos culturais”.

“Estas características, associadas ao rigor da proposta que foi apresentada pela nossa candidatura, justificam bem a escolha do júri”, afirmou.

Vítor Silva prometeu que, daqui em diante, o trabalho vai prosseguir, para que Évora como CEC2027 “seja um sucesso e contribua para afirmar, junto do público nacional e internacional, a região [do Alentejo] como o destino cultural de excelência”.

Évora será Capital Europeia da Cultura em 2027, juntamente com Liepaja, na Letónia, foi hoje anunciado, numa conferência de imprensa em Lisboa, no Centro Cultural de Belém (CCB).

Com o conceito do “vagar”, expressão tipicamente alentejana, a candidatura da cidade alentejana foi a vencedora de um lote de quatro finalistas, do qual também faziam parte Aveiro, Braga e Ponta Delgada.

Évora terá uma dotação financeira de 29 milhões de euros, dos quais 15 milhões serão de financiamento nacional, 10 milhões de fundos europeus, através do Programa Operacional do Alentejo, e quatro milhões do Turismo de Portugal, sujeitos a candidatura, explicou o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

A candidatura a CEC foi promovida pela Comissão Executiva Évora 2027, liderada pela Câmara de Évora.

Esta comissão executiva, além de integrar a Turismo do Alentejo e a ARPTA, é ainda constituída pela Direção Regional de Cultura do Alentejo, Universidade de Évora, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e Fundação Eugénio de Almeida.

A candidatura tem também o apoio das quatro comunidades intermunicipais do Alentejo, que representam os 47 municípios da região.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Corpo de jovem em estado de decomposição encontrado no rio Mira em Odemira

O corpo de um jovem de 20 anos em adiantado estado de decomposição foi encontrado hoje no rio Mira, no concelho de Odemira, distrito...

Redondo: Biblioteca Municipal mostra o “Carnaval através dos Tempos”

A Biblioteca Municipal de Redondo tem patente, até dia 28 de fevereiro a exposição documental e fotográfica "Carnaval através dos Tempos". Nesta exposição mostra o...