Ensino Superior: Vagas voltam a aumentar no Alentejo, com a Universidade de Évora a liderar

Ensino Superior

O concurso nacional de acesso ao ensino superior volta a registar um aumento do número de vagas, segundo dados divulgados na sexta-feira à noite, que mostram Lisboa, Porto e Aveiro com o maior crescimento.

Depois de, no ano passado, o concurso nacional de acesso ao ensino superior ter registado o maior número de candidatos dos últimos 25 anos, as vagas vão voltar a subir.

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), o total de vagas para ingressar nas universidades e politécnicos públicos em 2021 é de 52.242, mais cerca de 2% em relação ao ano anterior.

No topo deste aumento voltam a surgir Lisboa e Porto que, após dois anos com cortes por determinação do Governo para corrigir desequilíbrios territoriais, puderam disponibilizar novamente mais lugares no ano passado.

No que diz respeito ao Alentejo é a Universidade de Évora que apresenta mais vagas regime geral de acesso 2021 (1284), seguindo-se o Politécnico de Portalegre (562) e depois o Politécnico de Beja (525). No que se refere a vagas em ciclos de estudos que visam a formação em competências digitais a Universidade de Évora apresenta 118 vagas, o Politécnico de Portalegre 117 e o Politécnico de Beja 86 vagas.

No regime geral foi a Universidade de Évora que mais vagas abriu, relativamente a 2020, registando-se mais 36 vagas, seguindo-se o Politécnico de Beja com mais 4, sendo que o Politécnico de Portalegre não registou aumento mantendo o mesmo número do ano passado. Já na formação em competências digitais apenas a Universidade de Évora aumentou o número de vagas passado das 115 em 2020 para as 118 em 2021.

Em comunicado, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sublinha o aumento de 3% nas áreas digitais, sobretudo nas instituições em localizadas em regiões com menor pressão demográfica, onde o aumento foi de 3,4% nestes cursos e 2% na generalidade da oferta.

Além das 52.242 vagas do concurso nacional, há ainda 721 vagas para os concursos locais, realizados diretamente nas instituições de ensino superior para ingresso em cursos de música, teatro, cinema e dança, contabilizando-se no total 52.963, o que representa um aumento de cerca de 2% em comparação com as vagas iniciais do ano anterior.

O ingresso no ensino superior para o próximo ano letivo retoma a normalidade no processo de fixação de vagas, não incluindo nesta fase qualquer das medidas excecionais adotadas no verão de 2020”, refere o Ministério.

Ainda assim, a tutela não afasta a possibilidade de novas decisões, se for necessário, recordando que no ano passado foram transferidas para o regime geral de acesso vagas não ocupadas dos concursos especiais.

O prazo de candidatura à primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público decorre entre 06 e 20 de agosto, mais tarde do que habitualmente, como aconteceu no ano passado devido à pandemia de covid-19, que voltou a obrigar também ao adiamento do calendário de exames nacionais.

ODigital.pt/Lusa