Em setembro a percentagem de água no solo voltou a diminuir no Baixo Alentejo

Seca agravou-se em Setembro no Baixo Alentejo

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Setembro em Portugal Continental classificou-se como quente em relação à temperatura do ar e normal em relação à precipitação.

O valor médio da temperatura média do ar, 21.33°C, foi superior ao normal com uma anomalia de +1.11°C. Valores de temperatura do ar superiores aos agora registados ocorreram em 20% dos anos desde 1931.

O valor médio da temperatura máxima do ar, 28.23°C, foi 1.93°C superior ao normal, sendo o 11º valor mais alto desde 1931 e 5º mais alto desde 2000. O valor médio da temperatura mínima do ar, 14.44°C, também foi superior ao valor médio (+0.28°C).

Ainda segundo o IPMA, no final do mês de setembro, verificou-se, em relação ao final de agosto um aumento dos valores de percentagem de água no solo nas regiões do Norte e Centro e uma diminuição na região Sul, em particular no Baixo Alentejo e Algarve, onde muitos locais já se encontram no ponto de emurchecimento permanente.

De acordo com o índice PDSI, no final setembro, verificou-se um desagravamento da situação de seca meteorológica em grande parte do território; no entanto no Baixo Alentejo e Algarve, ainda se mantém em muitos locais a classe de seca moderada.

A distribuição percentual por classes do índice PDSI no território é a seguinte: 34.3% normal, 52% seca fraca e 13.7% seca moderada.

Fonte: IPMA