Em Reguengos de Monsaraz também já se produz Canabis Medicinal

Uma empresa canadiana, Tilray, revelou que tem já acordo para produzir canábis medicinal na Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, distrito de Évora.

Este acordo tem previsto o arrendamento de um terreno de 20 hectares nesta herdade conhecida pela produção de vinho.

Esta empresa detém, já, cinco hectares de cultivo interior e exterior e 6.500 metros quadrados de área de produção, processamento e pesquisa, em Coimbra. O seu trabalho baseia-se na pesquisa, cultivo, produção e distribuição de canábis medicinal.

“O Esporão fornecerá no local suporte operacional e técnico a uma equipa de especialistas da Tilray, incluindo horticultores, produtores e gestores de qualidade”, informa a nota divulgada esta quarta-feira.

Neste novo local de cultivo serão realizados o crescimento, a colheita e a secagem de materiais de canábis medicinal que depois serão transportados para Cantanhede para processamento, produção e distribuição em toda a Europa e outros mercados internacionais. A plantação neste novo local de cultivo ao ar livre foi realizada com sucesso em julho e a colheita está prevista para o outono.

“Estamos orgulhosos por expandir a nossa capacidade de produzir produtos médicos de canábis de alta qualidade na Europa, usando métodos inovadores de cultivo ao ar livre”, disse Sascha Mielcarek, director da Tilray para a Europa, no comunicado.

Em maio de 2019, a Tilray Portugal recebeu a sua licença de fabricação e certificação inicial de GMP, permitindo que a empresa fabricasse e exportasse canábis seca com certificação GMP como substância ativa para produtos médicos. Até hoje, a Tilray investiu aproximadamente 20 milhões de euros nestas instalações.