Em 2021, vários concelhos do distrito de Évora terão uma contentor itinerante para recolha de resíduos perigosos

Contentor itinerante para resíduos

A Gesamb, empresa responsável pela gestão e exploração do Sistema Intermunicipal de Valorização e Tratamento de Resíduos Urbanos do Distrito de Évora (SIRU), vai investir mais de 400 mil euros num sistema inovador de recolha de resíduos perigosos.

Este investimento vai ampliar a rede de Ecocentros que têm contentores específicos para depositar alguns desses resíduos perigosos, como por exemplo: óleos de motor, tvs, monitores, frigoríficos, lâmpadas, pilhas e baterias.

Para ampliar a correta deposição destes e de outros resíduos domésticos perigosos como: tintas, vernizes, solventes, tinteiros, toners, termómetros de mercúrio, a Gesamb está a fazer novos investimentos.  Em meados de 2019, a Gesamb elaborou uma candidatura ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), onde se propôs realizar um investimento total de 465 mil euros para operacionalizar estas recolhas.

Está assim prevista, para o 2º trimestre de 2021, a disponibilização de um contentor, devidamente adaptado, para a recolha destes resíduos, que será itinerante na medida em que percorrerá as diversas localidades dos 12 municípios (Alandroal, Arraiolos, Borba, Évora, Estremoz, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas e Vila Viçosa) que integram a Gesamb.

O objetivo deste equipamento é criar as condições adequadas e numa lógia de recolha de proximidade promover a entrega destes resíduos que de outra forma não seriam encaminhados para o destino mais adequado.

Este investimento contempla ainda, uma campanha de informação e sensibilização ambiental para esta temática, a aquisição de uma viatura pesada para transporte do contentor e a criação de um novo espaço de armazenamento, em Évora, para acondicionamento dos vários resíduos recolhidos, até encaminhamento para o destino final.