Elvas inaugurou Museu de Arqueologia e Etnografia onde “é possível descobrir Elvas”, disse Ministra da Coesão

Novo museu de Elvas
Foto: RB

As instalações da antiga Manutenção Militar, em Elvas, deram lugar esta segunda-feira, ao novo Museu de Arqueologia e Etnografia de Elvas António Tomás Pires.

Após um investimento de quatro milhões de euros, este novo museu foi inaugurado numa cerimónia que contou com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, o Presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) Alentejo, António Ceia da Silva, a Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, entre outras entidades locais e regionais.

Em declarações aos jornalistas a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, referiu que este museu “é feito de muita modernidade e tecnologia, sendo que, quem o visitar, poderá passar um dia inteiro a descobrir a etnografia e a arqueologia de Elvas”, acrescentando que “neste espaço, é também possível descobrir Elvas e as pessoas que fizeram de Elvas o que Elvas é hoje“.

Já Nuno Mocinha, Presidente da Câmara Municipal de Elvas, satisfeito com a abertura deste novo espaço museológico, referiu que “neste museu soubemos honrar a história dos Elvenses e o melhor que posso fazer é convidá-los a todos a visitar, como sabem, a entrada é gratuita, venham ver aquilo que é o vosso museu por forma a reencontrarem-se com a sua história”.

Este novo Museu de Arqueologia e Etnografia de Elvas António Tomás Pires dispõe de uma exposição permanente que cruza a coleção de arqueologia do Município com o acervo de etnografia proveniente do extinto Grémio da Lavoura de Elvas.

Este novo espaço disponibiliza ainda distintos meios de multimédia, que ajudam à interpretação dos objetos e complementam a informação disponível.

Recorde-se que este projeto resulta de um investimento de 4 milhões de euros, financiado em 85% por Fundos Comunitários, ao abrigo do programa PO Regional Alentejo 2020, ficando a cargo do Município a contrapartida nacional.

(Imagens: RB)