Detetados casos de língua azul no Alentejo

Ovelhas
Foto: Arquivo

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) veio a público nos últimos dias dar conta da deteção de casos positivos de língua azul em ovelhas no Alentejo.

Segundo a DGV os foram detetados “resultados positivos ao serotipo 4 da língua azul no concelho de Serpa da área da região do Alentejo, em agosto de 2021”, pelo que “é definida a região do Alentejo como área adicional de restrição para o serotipo 4, adicionalmente à área geográfica sujeita a restrições por serotipo 1 e por serotipo 4 do vírus da língua azul, que abrange a região do Algarve”.

Desta forma todo o distrito de Beja e três freguesias do concelho de Évora têm restrições e obrigações no que diz respeito à vacinação e regras de movimentação animal.

Neste sentido o distrito de Beja e as três freguesias do concelho de Évora passam a ser uma área de vacinação obrigatória para o serotipo 4, havendo também várias restrições no que se refere à movimentação animal.

Recorde-se que a língua azul ou febre catarral ovina é uma doença epizoótica de etiologia viral que afeta os ruminantes, com transmissão vetorial, incluída na lista de doenças de declaração obrigatória nacional e europeia e na lista da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Conheça a área geográfica da região do Alentejo que está obrigada a vacinação e com restrições na movimentação animal: