Derrocada da estrada de Borba e corte de azinheiras no Alto Alentejo, são os piores factos ambientais de 2018, segundo a Quercus

A Quercus anunciou hoje os factos que marcaram o ano 2018, fazendo assim um balanço ambiental relativo ao ano que agora termina, seleccionando aqueles que foram, na sua opinião, os piores e os melhores factos deste ano, sobretudo ao nível nacional.

Um dos piores actos ambientais de 2018, segundo a Quercus, foi a derrocada da estrada em Borba.

Segundo a Quercus, “a derrocada do talude de uma pedreira em Borba, no Alentejo, potenciada pela exploração exaustiva dos recursos naturais, onde os valores económicos se sobrepuseram aos critérios ambientais e de segurança, não é apenas um exemplo da falta de uma política de prevenção, que infelizmente tem vindo a ser cada vez mais comum em Portugal, com consequências a lamentar pela perda de vidas humanas, mas uma imagem do que se passa a nível mundial com a exploração desenfreada dos recursos naturais.”

Mas outro dos factos destacados pela instituição ambiental, é o corte azinheiras no Alto Alentejo. Neste caso, “centenas de azinheiras de grande porte foram arrancadas e cortadas no Alto Alentejo, numa operação que não teve a necessária autorização do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas”, salientar a Quercus, acrescentando ainda que “o objectivo desta operação foi instalar um olival intensivo nos terrenos onde existia o povoamento de montado de azinho, um habitat fortemente protegido pela legislação nacional. Este ato representa um crime ambiental de extrema gravidade, uma vez que implica a destruição de montado de azinho, um ecossistema único e um verdadeiro símbolo nacional.”

Para além da derrocada de Borba e do corte das azinheiras, a Quercus destaca ainda negativamente o facto de Portugal não atingir os objectivos do PERSU2020, o processo de decisão do Novo Aeroporto de Lisboa no Montijo, o contínuo crescimento da Vespa asiática em Portugal e ainda a autorização para colocar em marcha o funcionamento do Armazém Temporário Individualizado em Almaraz.