Cuba: GNR ia para acabar com desacatos em café e acaba com 3 militares feridos e detém 3 pessoas

Guarda Nacional Republicana

Na noite de ontem, 1 de Junho, três militares da GNR foram agredidos, em Cuba, Beja.

As agressões aconteceram quando os militares tentaram acabar com uma altercação num café, na localidade de Cuba, em Beja.

Após chegada de reforços do destacamento de intervenção do Comando de Beja da GNR, os agressores foram detidos.

Revela o JN que “os homens estariam a causar distúrbios no café Estrela, em Cuba, quando a GNR foi alertada, cerca das 20.30 horas desta segunda-feira”.

Contudo a acção da GNR foi conturbada pois “o primeiro elemento a chegar ao local, um GNR que mora perto do local, tentou serenar os ânimos e foi agredido pelos três homens. Uma patrulha da Guarda, que entretanto foi chamada, também foi vítima dos agressores, que só foram detidos após a chegada do destacamento de intervenção”.

Estas agressões, causaram ferimentos aos militares, um dos quais, de 40 anos, precisou de tratamento hospitalar. Os três homens, que pertencerão a uma mesma família, estão detidos no Posto Territorial de Beja.

A ocorrência motivou a deslocação de cerca de 50 militares, dos destacamentos de Beja, Cuba, Vidigueira e do Núcleo de Investigação Criminal.

O estabelecimento está a ser guardado por quatro elementos armados da GNR, que colocou quatro patrulhar a circular pela vila de Cuba, eventualmente para prevenir manifestações de apoio dos familiares dos detidos, acrescenta o JN.