Covid-19: União Distrital das IPSS’s dá a conhecer os estabelecimentos que vão receber filhos de profissionais de saúde e segurança

Covid-19

A UDIPSS-Évora – União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Évora, emitiu um comunicado relativamente à definição dos estabelecimentos escolares da Rede Solidária que, no Distrito de Évora, garantirão o acolhimento dos filhos ou outros dependentes a cargo dos profissionais de saúde e das forças e serviços de segurança e de socorro.

Desta forma, a União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Évora (UDIPSS-Évora) concluiu hoje “a primeira fase do processo de mediação que visa assegurar a manutenção do funcionamento de determinados estabelecimentos escolares com vista a ser garantido o acolhimento dos filhos ou outros dependentes a cargo dos profissionais de saúde e das forças e serviços de segurança e de socorro.”

Tendo em conta que a cidade de Évora constitui o local onde esta necessidade será inicialmente mais premente, a UDIPS refere que “foi estabelecido, após estreita articulação com as respetivas Direções, que prontamente manifestaram a sua inteira disponibilidade, que a Creche Nossa Senhora da Visitação da Cáritas Arquidiocesana de Évora e o Jardim de Infância do Centro Social Paroquial de São Brás, ambos estabelecimentos autónomos face a outras respostas sociais destas instituições, serão os primeiros dois estabelecimentos da Rede Solidária do Distrito de Évora a ser integrados no leque de unidades que, em caso de necessidade, se manterão em funcionamento em regime exclusivo para filhos (e outros dependentes) dos cidadãos cuja mobilização para o serviço ou prontidão obste a que lhes prestem assistência.”