Covid-19: Programa de testagem no ensino superior inicia dia 19 de abril

Teste covid
Imagem ilustrativa

O “Programa de testagem CVP – Ensino Superior” obteve uma adesão significativa por parte das instituições de ensino superior que iniciam já esta semana o rastreio à COVID19 junto dos docentes e não docentes, avançando depois a testagem aos estudantes no dia 19 deste mês.

De acordo com a informação disponibilizada, o “Programa de testagem CVP – Ensino Superior” desenvolve-se conforme planeado aquando do seu lançamento pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) e pela Direção-Geral da Saúde (DGS) a 19 de março, e insere-se na implementação de uma estratégia de rastreio no reinício das atividades presenciais nas instituições científicas e de ensino superior, levada a cabo em articulação com a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP).

Até esta quinta-feira, dia 8 de abril, tinham sido já entregues, às instituições científicas e de ensino superior, públicas e privadas, 66 mil kits de testes rápidos de antigénio pela CVP (sem custos adicionais para as instituições). Tratando-se de um Programa que é dinâmico e que está em curso, as instituições continuarão a receber kits semanalmente, sempre que seja solicitado pelas mesmas.

A estratégia de rastreio delineada para o reinício das atividades presenciais nas instituições científicas e de ensino, prevê a possibilidade de as instituições científicas e de ensino superior, públicas e privadas, garantirem internamente as condições adequadas para a realização de testes.

Nesse sentido 17 instituições públicas (num universo de 36) e 25 privadas (num universo de 73) informaram já a DGES que possuem os seus próprios recursos humanos e materiais para a realização da testagem à COVID19.  As restantes instituições científicas e de ensino superior vão ter apoio da CVP para a realização (na totalidade ou em parte) do rastreio à SARS-CoV-2 em estudantes, docentes, investigadores e colaboradores que desenvolvam a sua atividade presencialmente.

O Programa contempla também a formação de recursos humanos das próprias instituições para garantir a criação de condições adequadas à realização massiva dos testes. Na última semana 210 formandos inscreveram-se nessa formação online prestada pela CVP.

No que diz respeito às instituições de ensino superior sedeadas no Alentejo aderiram a este programa todas, nomeadamente a Universidade de Évora, o Instituto Politécnico de Portalegre e o Instituto Politécnico de Beja.