Covid-19: Município de Serpa reivindica a abertura imediata das extensões e postos de saúde do concelho

Em Serpa, um dos concelhos com mais pessoas infectadas com Covid-19 no Alentejo, a autarquia reivindica a abertura imediata das extensões e postos de saúde do concelho.

Na passada sexta-feira, a Câmara Municipal de Serpa, bem como todas as Juntas e Uniões de Freguesia do concelho, enviaram um documento onde é solicitado o esclarecimento a várias entidades nacionais e locais, nomeadamente ao Presidente da República, ao Primeiro-Ministro, à ministra da Saúde, ao presidente do Conselho Diretivo da Autoridade Regional de Saúde, à presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, entre outras, sobre o encerramento das extensões e postos de saúde no concelho de Serpa, encerradas desde o passado dia 26 de março.

Segundo a autarquia, “a preocupação das autarquias passa pelo facto de o acesso aos cuidados primários de saúde estar a ser dificultado, e mesmo vedado, a uma parte da população, nomeadamente aos mais vulneráveis, entre eles idosos e população portadora de morbilidades”.

O concelho de Serpa, no distrito de Beja, no interior de Portugal, “o encerramento dos postos e extensões de saúde no concelho deixa grande parte da população sem acesso a um direito básico”, refere a edilidade, “uma vez que implica, em contexto de Estado de Emergência, a deslocação de utentes de todos os pontos do concelho, ao Centro de Saúde de Serpa, deslocações que num contexto normal, já são bastante difíceis.”

Concluindo afirmando que é “inaceitável a adoção, de forma unilateral, deste tipo de medidas”, pelo que “defendemos e reiteramos a necessidade da reabertura e manutenção em funcionamento de todas as extensões de saúde nas freguesias, porque são estas que conseguem prestar os cuidados primários de saúde que as populações necessitam”.