Covid-19: Em tempo de isolamento social, Governo cria sms de SOS para vítimas de violência doméstica

O Governo criou um mecanismo de SOS que permite o envio de mensagens de texto rápidas (SMS) por pessoas que estejam a ser vitimas de violência doméstica nesta altura de isolamento social devido à pandemia da Covid-19.

O confinamento de mulheres e crianças no espaço doméstico junto com agressores pode, no entanto, agudizar o risco de estas sofrerem diversas formas de violência e limitar a sua capacidade de pedir ajuda, pelo que se torna necessário disponibilizar às vítimas novas formas de comunicação e de pedido de apoio escrito, que complementem o atual serviço telefónico de informação às vítimas de violência doméstica.

Assim, em coordenação com o Governo, a Fundação Vodafone Portugal criou uma linha de apoio com o número 3060, que permite o envio de mensagens de texto rápidas (SMS) pelas vítimas que queiram pedir ajuda. Este mecanismo, disponível a partir de hoje, é gratuito e garante a confidencialidade, uma vez que não fica qualquer registo no detalhe mensal das faturas.

Do outro lado, a responder às SMS, está a equipa especializada da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), de forma permanente e em articulação com toda a Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica, à semelhança do que já acontece com a linha telefónica (800 202 148) e com o novo e-mail de emergência (violência.covid@cig.gov.pt).