Segunda-feira, Janeiro 30, 2023
Pub

Covid-19: Consumo de álcool na rua deixa de ser proibido

- Publicidade -
- Publicidade -

O Governo aprovou hoje o fim da limitação da venda e consumo de álcool e dos limites em matéria de horários que tinham sido impostos devido à pandemia de covid-19.

O fim dos limites em matéria de horários e da limitação à venda e consumo de álcool acontece a partir de 01 de outubro, segundo o comunicado divulgado após a reunião do Conselho de Ministros, no qual o Governo aprovou a terceira fase de desconfinamento no âmbito da pandemia de covid-19.

A venda de bebidas alcoólicas é atualmente proibida em áreas de serviço ou em postos de abastecimento de combustíveis, enquanto o consumo de álcool é proibido em espaços ao ar livre de acesso ao público e vias públicas, excetuando-se as esplanadas abertas dos estabelecimentos de restauração e similares devidamente licenciados para o efeito.

O consumo de bebidas alcoólicas na rua é proibido desde o início da pandemia, em março de 2020, e esta tem sido a contraordenação mais levantada pelas forças de segurança no âmbito das medidas restritivas.

O primeiro-ministro anunciou hoje que a evolução positiva do país no controlo da covid-19 vai permitir que passe da atual situação de contingencia para alerta a partir de 01 de outubro.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.938 pessoas de covid-19 e foram contabilizados 1.064.876 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

PCP exige conclusão das obras da estrada IP8, “via estruturante” para o Baixo Alentejo

O PCP exigiu que o Governo conclua a estrada IP8, uma “via estruturante” para o Baixo Alentejo, e lamentou que tenham sido gastos “milhões...

Jovem de 21 anos perde a vida numa colisão entre automóvel e camião perto de Monforte

O condutor, de 21 anos, de um veículo ligeiro de passageiros morreu hoje numa colisão rodoviária entre a sua viatura e um pesado de...

Professores manifestaram-se em Estremoz