Covid-19: Autarcas do distrito de Évora reuniram por video-conferência e concertaram posições e medidas contra o novo coronavírus

Dadas as medidas de contingência em vigor devido ao surto de COVID-19, o Conselho Intermunicipal da CIMAC reuniu de forma inédita, no passado dia 17 de Março, por videoconferência, onde os autarcas do Alentejo Central tiveram oportunidade de, além de tratar dos assuntos urgentes da CIMAC, falar sobre as medidas adoptadas decorrentes dos Planos de Contingência de cada município, bem como sobre outras medidas preventivas adicionais adoptadas face aos contínuos desenvolvimentos do surto de COVID-19.

Segundo a informação que nos chegou, “no decorrer da reunião, os autarcas partilharam informações sobre o que se vive actualmente em cada um dos seus concelhos, as medidas adoptadas, bem como a sensibilização que tem vindo a ser feita junto da população no sentido de minimizar o impacto da situação vivida.”

Ainda de acordo com informações disponibilizadas pela CIMAC, para fazer face às preocupações que neste momento são comuns a todos, os membros do Conselho Intermunicipal mostraram-se unidos na delineação de uma estratégia concertada com vista à optimização de recursos e concertação de actuações, contando para isso com o envolvimento das entidades regionais mais relevantes neste processo – ARS Alentejo, HESE, CDOS de Évora, GNR, PSP, Protecção Civil e Segurança Social.

Recorde-se que CIMAC promoveu já no passado dia 10 de Março uma reunião com estas entidades com o objectivo de analisar todos os aspectos a ter em conta no processo de combate à COVID-19, nomeadamente eventuais cenários de maior complexidade que poderão surgir.

Desta reunião resultou uma concertação entre as várias entidades regionais, tendo sido reiterado todo o interesse em existir uma cooperação intersectorial e interinstitucional, garantindo a partilha de informação e recursos, rápida e eficaz, entre os diferentes sectores, definindo o papel de cada entidade nos vários cenários possíveis, bem como as estruturas e órgãos que melhor asseguram a coordenação intersectorial e os protocolos de actuação e procedimentos operacionais.