Compal lançou sumo de Figo da Piteira do Alentejo

Sumo de Figo da Piteira do Alentejo

A marca Compal lançou, recentemente, 4 sabores portugueses com um propósito, apostar na fruticultura portuguesa, investir no futuro e transmitir esperança, confiança e otimismo.

Com estes novos produtos, a empresa pretende promover frutas portuguesas de origem definida e as respetivas regiões, através do lançamento destas 4 edições especiais totalmente portuguesas e atribuindo 5 bolsas a empreendedores inovadores no setor frutícola no valor de 100.000 através da Academia do Centro de Frutologia Compal.

Segundo explicou à imprensa Miguel Garcia, diretor de marketing estratégico da Sumol+Compal, “o contexto pandémico que vivemos obrigou a repensar os planos como um todo e a olhar não só para objetivos de negócio, mas também para o papel que cada marca pode ter nesta altura enquanto motor de ajuda à sociedade e, no caso de Compal, no apoio e promoção da agricultura e produção nacional. O plano de inovação foi por isso repensado e definido o lançamento desta edição especial“.

No mercado já estão disponíveis dois sabores desta edição limitada, Figo da Piteira do Alentejo e Maçã de Alcobaça.

No que diz respeito ao Figo da Piteira do Alentejo, explica a Compal que é “pouco atrativo por fora, com uma aparência nada convidativa e ainda por cima espinhosa, o Figo da Piteira dá razão ao ditado “as aparências iludem”. Rico em potássio e magnésio, leva ainda ao organismo bons níveis de cálcio, vitaminas A, B1, B2 e C, além de minerais essenciais.”

Recorda a marca que em Portugal, o Figo da Piteira existe desde sempre no Alentejo, onde se presta a vários usos: o fruto e as palmas são usadas para a alimentação, a flor para infusões e outros fins terapêuticos e as sementes são usados para a produção de óleos de cosmética e também medicinais. É do Alentejo, nomeadamente de Cortiçadas de Lavre, de uma produção sustentável e sem desperdício, onde as palmas são usadas para alimentação e as sementes para óleo, que vêm os Figos da Piteira, com certificação biológica, para os néctares Compal. Mais uma curiosidade? A apanha deste fruto tem de ser feita à noite, pois é nessa altura que os picos da casca amolecem.