Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Borba preocupada com crianças vulneráveis lança apelo

CPCJ de Borba

Com a suspensão da atividade letiva e com o confinamento geral devido à pandemia da Covid-19, cresce a preocupação das entidades relativamente às crianças mais vulneráveis.

É neste sentido, que a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Borba lança um apelo à população para que “no caso de terem conhecimento de alguma criança que fique em casa sozinha sem a supervisão de um adulto, ou alguma criança/jovem que apesar de acompanhada possa estar num ambiente pouco estável durante todo o dia, entre em contacto com a Comissão.”

A CPCJ de Borba recorda que, “o Agrupamento de Escolas de Borba está a funcionar como instituição de acolhimento para acompanhamento dos filhos ou outros dependentes a cargo de trabalhadores de serviços essenciais durante os dias úteis, no período das 09h às 17h30. Contudo, excecionalmente, o Agrupamento de Escolas de Borba está disponível para acolher crianças que se encontrem em situação vulnerável.”