Comerciantes de Elvas “expectantes” com vendas de Natal a clientes espanhóis

Elvas

O presidente da Associação Empresarial de Elvas (Portalegre) disse hoje que o setor aguarda com “expectativa” a visita dos clientes espanhóis para as compras de Natal, apesar de existir “algum receio” devido à pandemia da covid-19.

“Estamos apreensivos”, mas, ao mesmo tempo, “temos muita expectativa nesta semana que entra agora, que é uma semana muito forte de visitas de espanhóis”, argumentou à agência Lusa o responsável da associação, João Pires.

O dirigente frisou que espera que o volume de vendas neste período do ano “seja pelo menos igual ao do ano passado” ou “ainda melhor”.

O facto de ser apenas exigido o certificado de vacinação aos cidadãos oriundos dos países da União Europeia considerados de risco baixo ou moderado, “veio facilitar” a visita dos clientes espanhóis a Elvas, cidade classificada como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

No entanto, o dirigente admitiu que possa haver “alguma contenção” por parte dos clientes espanhóis na altura de rumarem a Elvas, pelo que “os comerciantes estão expectantes” em relação ao que poderá suceder nos próximos dias.

O presidente da Associação Empresarial de Elvas sublinhou também que a situação “não está fácil” para os comerciantes nesta altura, porque existe “contenção económica” devido à pandemia.

“Quem tem não gasta e quem não tem não o pode gastar, devido à crise económica que advém da pandemia”, lamentou.

Nos próximos dias, a associação vai desenvolver iniciativas relacionadas com o Natal para “atrair” o consumo interno e, do outro lado da fronteira, está a promover uma campanha para explicar ao público espanhol como pode passar a fronteira, uma vez que “não existem grandes limitações” para entrar em Portugal.

“Estamos a tentar dar os passos que acreditamos que podem ser dados neste momento, porque a incerteza é [no] dia a dia”, pois, os números de infetados pelo SARS-CoV-2 “estão a aumentar”, não só em Elvas, mas também em Badajoz e na Estremadura espanhola.

Para “animar” a época natalícia e ajudar a atrair visitantes a Elvas, o município iluminou, desde o início deste mês, diversas ruas, num investimento na ordem dos 35 mil euros.

Um dos “grandes atrativos” foi a colocação de uma árvore de Natal, com mais de 14 metros de altura, na Praça da República.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.471 pessoas e foram contabilizados 1.154.817 casos de infeção, segundo dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde, na quinta-feira.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul, tendo sido identificados, até ao momento, 19 casos em Portugal.