Coca-Cola em Portugal reduziu em 3 anos mais de 18% o conteúdo de açúcar por litro no total de vendas

Quatro em cada dez bebidas do total de vendas da Coca-Cola em Portugal em 2019 foram opções sem ou de baixas calorias. Isto deve-se aos esforços de inovação e reformulação que a companhia está a executar para reduzir ou eliminar o teor de açúcares adicionados nas suas bebidas.

Este valor representa um aumento de 8 pontos percentuais em relação às vendas da companhia no nosso país durante o ano anterior, passando de 34% em 2018 para 42% em 2019. Esta tendência mostra o compromisso da companhia em ajudar os consumidores a controlar o consumo de açúcares na sua alimentação, reduzindo ou eliminando o teor de açúcares das suas bebidas e oferecendo novas opções com menor ou nenhum teor de açúcares adicionados.

Desta forma, a companhia pretende ajudar o consumidor a não exceder uma ingestão superior a 10% das calorias provenientes de açúcares livres (açúcar adicionado, xaropes, mel, sumos de fruta), de acordo com o que é elencado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Redução nos últimos 20 anos

Nos últimos 20 anos, a Coca-Cola em Portugal conseguiu reduzir em 37% o teor total de açúcares por litro do total das vendas das suas bebidas. Além disso, graças aos desenvolvimentos nas bebidas sem adição de açúcares, sem calorias, e ao apoio que estas tiveram, 29% das vendas durante o ano de 2019 corresponderam a bebidas sem adição de açúcares no total da oferta de bebidas da companhia.

Como exemplo do trabalho realizado durante estes anos, é de salientar que, no âmbito dos processos de reformulação para a redução da adição de açúcar, desde 2014, Fanta Laranja e Fanta Ananás diminuíram o seu teor de açúcar adicionado em 65,4% e 91,2%, respetivamente. Assim, atualmente, todos os sabores da marca Fanta são sem ou de baixas calorias porque têm uma quantidade de açúcares adicionados igual ou inferior a 4,5 g/100 ml e 20 kcal/100 ml, proveniente do total de açúcares.

Outra das principais marcas da companhia, Aquarius, reduziu também a sua percentagem de açúcares totais nos últimos cinco anos na sua variedade Aquarius (de 6,3 g/100 ml em 2014 para 4,4 g/100 ml em 2019, o que representa uma redução de 30,2% no teor total de açúcares) e Aquarius Laranja (de 7,9g/100 ml em 2014 para 4,5 g/100 ml em 2019, o que representa uma redução de 43% no teor total de açúcares).