Cerca de 60 mil itens do acervo da Arquidiocese de Évora vão ser disponibilizados na internet

Acervo da Arquidiocese de Évora

Com o propósito de revelar um dos testemunhos mais preciosos da nossa identidade cultural a Fundação Eugénio de Almeida e a Arquidiocese de Évora realizaram o Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora que agora dá um passo inovador ao disponibilizar no website deste projeto uma nova aplicação, o Inwebparoquias, que possibilita a atualização regular das informações reunidas.

O resultado do projeto do Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora constitui uma ferramenta tecnológica de conhecimento, fundamental no âmbito da preservação e divulgação do património nacional – uma base de dados de acesso público com informação sobre milhares de peças de arte sacra, documentos de arquivo e livro antigo que constituem os bens religiosos da diocese.

A Fundação Eugénio de Almeida, consciente da sua importância, retoma o curso deste projeto desenvolvendo uma aplicação informática que permite, a partir de agora, que os responsáveis pelos acervos paroquiais registem todas as alterações verificadas nas coleções de arte sacra do seu concelho desde a data da sua inventariação como, por exemplo, os empréstimos para exposição ou a necessidade de intervenções de conservação e restauro permitindo, desta forma, a atualização permanente desta informação.

Coordenado pela Fundação Eugénio de Almeida decorre um programa de formação específico para utilização da aplicação, destinado aos responsáveis pela gestão deste património.

A par da implementação desta ferramenta tecnológica será apresentado publicamente no próximo dia 17 de dezembro o novo website do projeto www.inventarioaevora.com.pt que se destaca pela linguagem visual traduzida numa comunicação mais apelativa e atualizada que ajudará a tornar ainda mais facilitado o acesso à sua informação. A sessão de apresentação terá lugar na plataforma ZOOM e em direto nas páginas de Facebook da Fundação Eugénio de Almeida, da Arquidiocese de Évora e do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja.

O Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora, considerado pioneiro em Portugal disponibiliza os resultados da sua execução numa plataforma tecnológica digital acessível a um universo de públicos abrangente, permitindo a gestão continuada e a sua dinamização através da investigação académica e do tratamento permanente da informação histórica, artística, sociológica e religiosa dos acervos catalogados, atingindo a finalidade essencial da sua valorização e dinamização.

Ninguém estima e cuida aquilo que não conhece. Só através do conhecimento preciso do património que se possui, é possível olhá-lo e compreendê-lo com outros olhos, outro espírito, e preocuparmo-nos com a sua conservação e dinamização. O património inventariado tem, ao longo dos séculos, testemunhado a simbiose entre a fé, tradição e cultura de uma comunidade e país. A expectativa da Fundação Eugénio de Almeida é contribuir para a dinamização cultural da região e do país, bem como satisfazer o interesse do grande público em conhecer um património, riquíssimo, que é pertença de todos” afirma D. Francisco Senra Coelho, presidente da Fundação.

Realizado por uma equipa multidisciplinar de técnicos com formação em história, história da arte e ciências documentais coordenada pelo Dr. Artur Goulart de Melo Borges, com o propósito de revelar um dos testemunhos mais preciosos da nossa identidade cultural, o Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora compreendeu um levantamento exaustivo de objetos de grande valor histórico-artístico e religioso: pinturas, esculturas, alfaias litúrgicas, paramentos, instrumentos musicais, ourivesaria, património integrado, documentos de arquivo e livros antigos nos 24 concelhos que perfazem a Arquidiocese de Évora, terminando em 2016 com a catalogação de aproximadamente 60 000 itens que correspondem aos acervos de 158 paróquias que abrangem, no todo ou em parte, os distritos de Portalegre, Évora, Santarém e Setúbal.