Censos 2021: Barrancos e Nisa entre os municípios que mais população perderam na última década

Barrancos

Cerca de metade da população residente em Portugal está concentrada em apenas 31 municípios, localizados maioritariamente nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, segundo os dados provisórios do Censos2021, divulgados hoje.

Os desequilíbrios na distribuição da população pelo território “acentuaram-se”, constata o Instituto Nacional de Estatística (INE), assinalando que “a evolução demográfica da última década ao nível do município permite verificar que os territórios localizados no interior do país perdem população e que os municípios que registam um crescimento populacional se situam predominantemente no litoral”.

Além disso, segundo os dados, verifica-se “uma concentração” em redor de Lisboa e na região do Algarve.

“Acentuaram-se, desta forma, os padrões de litoralização do país e o movimento de concentração da população junto da capital, fenómenos que se têm vindo a reforçar nas últimas décadas”, refere o INE.

A nível municipal, “os acréscimos populacionais mais significativos na última década” registaram-se em Odemira (13,5%) e Mafra (12,8%), seguindo-se Palmela, Alcochete, Vila do Bispo e Montijo, com valores entre os 9,6% e os 8,7%.

No extremo oposto, Barrancos, Tabuaço, Torre do Moncorvo e Nisa observaram “os decréscimos populacionais mais expressivos, com valores superiores a 20%”, segundo os dados.

Os 10 municípios mais populosos são Lisboa, Sintra, Vila Nova de Gaia, Porto, Cascais, Loures, Braga, Almada, Matosinhos e Oeiras, mas as duas maiores cidades registaram perdas populacionais: o Porto com menos 2,4% e Lisboa com menos 1,2%. Matosinhos e Oeiras acompanham a tendência de redução populacional.

O município de Braga registou o crescimento “mais expressivo” (6,5%), seguido de Cascais e Sintra, com 3,7% e 2,1%, respetivamente.

Esta é a segunda fase de divulgação de resultados provisórios do Censos2021 (antecipando a data inicialmente prevista de 28 de fevereiro de 2022), depois da divulgação de resultados preliminares em 28 de julho.