Campo Maior: Secretários de Estado enaltecem requalificação do castelo

Castelo de Campo Maior

Conforme noticiámos, foram inauguradas, este sábado, as obras do Projeto de Requalificação da Fortificação Abaluartada de Campo Maior.

Para além do presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, João Muacho, estiveram presentes o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, bem como a diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, entre outras entidades locais e regionais.

Em declarações aos jornalistas o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, disse estar “muito feliz pelo presidente João Muacho estar a inaugurar esta obra, que a equipa tenha conseguido finalizar este projeto, que é absolutamente fantástico”.

O Governante destacou o fato de o “castelo de Campo Maior ter estado fechado durante muitos anos e era necessário reabri-lo, principalmente nesta altura em que Portugal quer sair desta crise provocada pela Covid e estas questões do interior já estão a ter um potencial enorme na cota de crescimento do turismo.

Ricardo Pinheiro salientou também que este é “um projeto que vai ter condições de mobilização, ou seja, do ponto de vista da restauração, das dormidas no concelho de Campo Maior”, acrescentando que “a criação deste roteiro onde a tecnologia é de ponta e que permite conhecer toda a história”.

No que diz respeito aos fundos comunitários, Ricardo Pinheiro referiu que “são absolutamente estruturantes para a forma como o país se desenvolve e também para a concretização destes projetos”.

Já a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, disse que “estes centros interpretativos são muito importantes para nos recordar todos os momentos associados à memória e à história deste património cultural tão rico que temos aqui em Campo Maior”, acrescentando que esta vertente da “construção ir buscar tradições e construções tradicionais, como é a utilização taipa e isso é realmente é interessante ver como ficou bem conseguida.”

A secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural disse também que “estes projetos são muito importantes enquanto elementos de coesão socio-territorial, mas também enquanto âncoras na perspetiva de conseguir recolher mais turistas e mais turismo, num ano que não é fácil, mas não tenho dúvidas que turismo nacional aumentou e por isso estas intervenções são muito importantes nessa perspetiva”.