Campo Maior: Indivíduo identificado pela GNR por captura de ouriço-cacheiro

Captura de Ouriço-caixeiro

A Guarda Nacional Republicana, através do Posto Territorial de Campo Maior, no passado dia 26 de janeiro, identificou um homem de 58 anos por captura ilegal de espécies protegidas, nomeadamente um ouriço-cacheiro (Erinaceus europeus), no concelho de Campo Maior.

Segundo a GNR, “no âmbito de uma ação de policiamento, os militares da Guarda surpreenderam o homem que já tinha na sua posse este espécime, cuja captura está protegida pela convenção de Berna.”

“No decorrer das diligências policiais procedeu-se à identificação do suspeito e à recolha do animal, transportando-o para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) de Portalegre, para monitorização do seu estado de saúde e posterior libertação no seu habitat natural”, acrescentou ainda a Guarda Nacional Republicana.

Recorde-se que a Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.