Campo Maior: GNR deteve indivíduo por alegadamente agredir companheira. Tribunal proibiu-o de se aproximar

Guarda detém indivíduos no Alentejo

A Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no passado dia 28 de julho, deteve um homem de 44 anos, pelo crime de violência doméstica, na vila de Campo Maior.

Segundo a GNR, “no âmbito de um processo de investigação pelo crime de violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito agrediu fisicamente a sua companheira, de 36 anos, de forma reiterada, existindo anteriormente um processo pelo mesmo tipo de crime, que se encontrava suspenso. No decorrer das diligências de investigação, foi dado cumprimento a um mandado de detenção que culminou na detenção do agressor.”

O detido foi presente hoje, dia 29 de julho, ao Tribunal Judicial de Portalegre, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de proibição de contacto com a vítima, proibição de se aproximar da residência, ou outros locais em que a vítima se encontre, a proibição de contacto por qualquer meio presencial ou por outros meios de comunicação designadamente telefónica ou via eletrónica, num raio de 750 metros. O controlo das medidas de coação será feito com recurso a meios técnicos à distância – pulseira eletrónica.