Câmara de Santiago do Cacém promove iniciativas de inclusão social no valor de 400 mil euros

Idosos em Santiago do Cacém

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém em parceria com a Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano (ADL) tem previsto, até 2023, um conjunto de iniciativas destinadas à população idosa e pessoa com deficiência do concelho, tendo em vista a promoção da inclusão social de tais grupos populacionais. Estas iniciativas têm como lema “Santiago do Cacém – Ativo Sénior 65+ – Município Com Vida” e representam um investimento a rondar os 400 mil euros.

No âmbito do Plano de Ação do Contrato Local de Desenvolvimento Social de 4ª Geração (CLDS 4G) foi criada uma linha telefónica de apoio sénior que realiza contactos telefónicos com idosos que vivem em isolamento com o objetivo de minimizar a situação de isolamento social e relacional. Esta linha telefónica pretende ainda identificar situações sociais que necessitem de encaminhamento para outros serviços. Desde o seu início, já foram identificados 255 idosos.

Encontra-se em curso uma ação de prevenção da violência nos idosos, em colaboração com a GNR, no sentido de sensibilizar para as questões de abandono e negligencia para com as pessoas idosas. Esta ação decorre através de contacto telefónico e também presencial.

No Plano de Ação, inserem-se ainda as atividades propostas pelo projeto Sénior Ativo, iniciativas como Passo a Passo, que promove caminhadas, Passeios com Historia, que promove o património cultural e natural de Portugal, Festas com Tradição, que promove festas como o Carnaval ou o Magusto, Cultura, que promove o acesso às bibliotecas municipais, teatros, cinema e museus nacionais, Desporto Terra, que promove aulas de ginástica adaptada às freguesias, Desporto Água, que promove aulas de hidroginástica, e Olimpíadas, que reunirá atividades desportivas no Dia Internacional do Idoso.

A parceria propõe ainda a realização de um Fórum – Envelhecimento e Políticas Locais, em 2023, tendo em vista a discussão e troca de experiências sobre as questões do envelhecimento. Há ainda proposta a iniciativa Cooperage, que pretende realizar ações socioculturais envolvendo todas as pessoas em projetos artísticos e comunitários, e a criação de Clubes de Memória, que pretende preservar as histórias e saberes e realizar jogos que trabalhem a capacidade de memória. Para que estes projetos consigam ser informados à população, está prevista a criação da iniciativa Informa Sénior.