Segunda-feira, Setembro 26, 2022
Pub

Câmara de Moura prolonga prazo para empresas pedirem apoio ao Fundo Municipal de Emergência

- Publicidade -
- Publicidade -

A Câmara Municipal de Moura decidiu prorrogar, até 31 de dezembro de 2020, o prazo para apresentação de candidaturas ao Fundo Municipal de Emergência Empresarial.

A Autarquia explica que este mecanismo de apoio funcionará enquanto incentivo financeiro extraordinário que pretende assegurar a fase de normalização da atividade das empresas cuja atividade tenha sido gravemente afetada pela doença COVID-19.

De acordo com a informação disponibilizada, poderão ser beneficiários deste Fundo os empresários que exerçam a sua atividade na qualidade de empresários em nome individual ou enquanto sócios gerentes de sociedades comerciais e que desenvolvam a sua atividade nas áreas obrigadas a encerrar no período de tempo em que esteve em vigor o Estado de Emergência.

O Fundo Municipal de Emergência Empresarial pretende apoiar exclusivamente empresários cujo volume de negócios não tenha ultrapassado o valor de €75.000,00 euros no ano de 2019 e que não tenham sido beneficiários de outras medidas de apoio financeiro municipal (Emergência Social) no âmbito da atual situação pandémica provocada pela COVID-19.

As condições de acesso ao Fundo Municipal de Emergência Empresarial encontram-se disponíveis nos serviços de atendimento a Munícipe da Câmara Municipal de Moura, bem como no seu sítio internet, em www.cm-moura.pt/fundo-empresarial, local onde se encontra igualmente disponível o acesso ao formulário de candidatura.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

OVNI’s no Alentejo? Não, era só a corrente de satélites do programa Starlink

A corrente de satélites do programa Starlink, da empresa SpaceX, de Elon Musk, passou este domingo pelos céus do Alentejo, tendo surpreendido os mais...

Produtos de Bebé: o que é e o que não é reciclável

Muitos são os produtos que se compram e se utilizam para cuidar de um bebé. Mas, será que sabemos o que fazer-lhes depois de...