Câmara de Arronches indignada com maus cheiros vindos de fábrica de bagaço

Lagar em Monforte
Foto: CM Arronches

A Câmara Municipal de Arronches, no distrito de Portalegre, veio a público contestar uma alegada polição proveniente de um lagar localizado no concelho vizinho de Monforte.

Afirma a autarquia liderada por Fermelinda Carvalho, que “desde o inicio da laboração da unidade industrial de processamento de bagaço de azeitona, um subproduto da fabricação de azeite, sediada no vizinho concelho de Monforte, que se tem vindo a sentir um mau cheiro, por vezes insuportável, no concelho de Arronches.”

No entanto, esta tomada de posição da edilidade efetivou-se na sequência de um agravar da situação, “causando ainda mais incómodo a todos os residentes no concelho”.

Garante a Autarquia que está atento à situação e “irá efetuar diligências no sentido de exigir à empresa a resolução deste problema, que tem vindo a incomodar toda a nossa população.”

Indica a Câmara de Arronches que “para além do fumo e do mau cheiro, também evidenciamos que a estrada municipal que liga Arronches a Monforte, se está a degradar precocemente devido ao fluxo de veículos pesados que afluem ao lagar, tendo já havido necessidade, por várias vezes, de ser efetuada a limpeza da estrada devido a derrames provocados no transporte dos subprodutos.”

A Câmara vai agora “contactar a empresa MIGASA, proprietária da unidade fabril, o Ministério do Ambiente, e ainda o Município de Monforte, demostrando o nosso desagrado pela situação.”