Beja e Portalegre entre as regiões que registaram os preços de gasóleo e gasolina, em maio

Combustíveis

Os preços da gasolina simples 95 e do gasóleo simples subiram 1,2% e 2%, em maio, para 1,639 e 1,441 euros por litro, respetivamente, anunciou hoje a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

De acordo com o Boletim Mercado Combustíveis – GPL relativo a maio de 2021, divulgado hoje pelo regulador da energia, o preço de venda ao público (PVP) médio do gasóleo acompanhou a cotação do mercado internacional, registando um aumento de “2% face ao mês anterior”, e o da “gasolina aumentou 1,2% no mesmo período”.

O preço do barril de petróleo manteve a trajetória ascendente no mercado ‘spot’, negociando acima dos 60 dólares norte-americanos (cerca de 50,18 euros) por barril, pelo quarto mês consecutivo, apontou a ERSE.

Em Portugal, os hipermercados mantêm as ofertas mais competitivas nos combustíveis rodoviários, seguidos pelos operadores do segmento ‘low cost’.

Braga, Aveiro, Castelo Branco e Santarém registaram os preços de gasóleo e gasolina mais baixos, enquanto em Bragança, Beja, Lisboa e Portalegre se registaram os mais caros.

Quanto ao gás de petróleo liquefeito (GPL), Viana do Castelo, Bragança, Vila Real e Braga, para Portugal continental, foram os distritos com preços mais baixos de garrafa de butano e propano, enquanto Beja, Coimbra e Setúbal apresentaram, em maio, os preços mais elevados.

Relativamente às introduções a consumo, no mês de maio registou-se um aumento de 15,67 quilotoneladas (kton), face a abril, representando o terceiro aumento consecutivo.