Domingo, Setembro 25, 2022
Pub

Beja continua entre as regiões onde os combustíveis são mais caros

- Publicidade -
- Publicidade -

Os consumos globais de combustíveis derivados de petróleo aumentaram 51,2 quilotoneladas (kton) em outubro, o que representa um crescimento de 12,6% face ao mesmo mês do ano passado, divulgou hoje a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

“O consumo em outubro de 2021 foi 12,6% superior (51,2 kton) ao período homólogo de 2020, com aumentos no consumo de jet [combustível para aeronaves] (88,8%), de gasolina (14,4%), de gasóleo (3,9%) e reduções no consumo de GPL [gás de petróleo liquefeito] (-7,5%)”, lê-se no Boletim do Mercado dos Combustíveis e GPL relativo a outubro de 2021, divulgado pela ERSE.

Já face a setembro, os consumos globais aumentaram 22,25 kton, o que representa um crescimento de 3,5%.

No mês em análise, verificaram-se introduções a consumo no ‘jet’, no GPL, no gasóleo, e na gasolina de mais 7,87 kton, 2,43 kton, 9,87 kton e 2,07 kton respetivamente, face a setembro de 2021.

No entanto, quando comparado com o mesmo mês de 2019, antes da pandemia de SARS-CoV-2, o consumo verificado em outubro foi 8% inferior (menos 57 kton), essencialmente devido ao menor consumo de jet (41,16 kton) e de gasóleo (16,55 kton).

Em outubro, o preço do barril de petróleo manteve a trajetória ascendente no mercado ‘spot’ (ativos financeiros negociados para entrega imediata).

Assim, os preços de venda ao público (PVP) médios do gasóleo e da gasolina em Portugal acompanharam as cotações do mercado internacional, registando subidas de 4,4% e 2,2%, para 1,582 e 1,754 euros por litro, respetivamente.

Segundo a ERSE, os hipermercados mantêm as ofertas mais competitivas nos combustíveis rodoviários, seguidos pelos operadores do segmento de baixo custo (‘low cost’).

Numa análise por distrito, Braga, Santarém e Aveiro registaram os preços de gasóleo e gasolina mais baixos, enquanto Faro, Bragança, Beja e Lisboa apresentaram os preços mais altos.

Já no que diz respeito à garrafa de GPL (butano e propano), Bragança, Braga e Vila Real registaram o menor custo, para Portugal continental, enquanto Coimbra, Setúbal e Beja apresentaram os preços mais elevados.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Jovem de 22 anos detido pela GNR por esfaquear outro em Viana do Alentejo

Um jovem de 22 anos foi detido hoje pela GNR por esfaquear outro de 18 anos, que ficou ferido com gravidade, no recinto da...

Motociclista de 57 anos morre em despiste no concelho de Arronches

Um homem de 57 anos morreu hoje na sequência do despiste do motociclo que conduzia na Estrada Municipal 516 no concelho de Arronches, no...