Beja aprovou orçamento de 38,9 Milhões de euros para 2021

Paulo Arsénio
~

O Orçamento e as Grandes Opções do Plano de Beja para o ano de 2021 foram aprovadas em sessão da Assembleia Municipal de Beja realizada no passado dia 14 de dezembro.

Os documentos foram aprovados com os votos a favor do grupo do PS e as abstenções da CDU, do PSD, do BE e do MSMCT.

De acordo com a informação disponibilizada, o Orçamento para 2021 é de € 38.938.562,00, mais € 4.004.041,71 do que o Orçamento de 2020, muito por via do aumento das transferências previstas do Orçamento Geral do Estado (+ 1,1 milhões de euros) e das transferências relativas à aceitação das competências no domínio da educação (+ 3,5 milhões de euros);

As despesas correntes devem situar-se em 63,23% do total, ligeiramente menos que em 2020, em que tiveram um peso de 64,57%, e as despesas de capital um peso de 36,77%.

Dentro da receita um total de 45,91% será proveniente de transferências provenientes da administração central. Os impostos municipais serão responsáveis por 16,55% da receita prevista, os financiamentos de projetos comunitários comparticipados por 10,66% e os empréstimos de médio e de longo prazo por 7,44%.

As Grandes Opções do Plano totalizam € 13.751.738,00 e integram as prioridades do atual mandato em fase de execução ou com a perspetiva de se iniciariam em 2021.

Foram também aprovadas todas as propostas do executivo no que respeita aos impostos municipais com várias votações cruzadas das diferentes bancadas representadas na AM de Beja.

Assim a taxa de IMI aplicável a prédios urbanos do concelho de Beja em 2021 será de 0,32%, sendo majorados em 30% os prédios devolutos identificados como tais pela Câmara Municipal de Beja e havendo uma redução de € 20,00, € 40,00 e € 70,00 para agregados com 1, 2 e 3 ou mais filhos até aos 26 anos de idade.