Avança para julgamento o caso da rede de tráfico de droga que abastecia Ponte de Sor, Gavião, Abrantes e Mação

Justiça

O Ministério Público junto do Tribunal de Ponte de Sôr requereu o julgamento em Tribunal Colectivo de 10 indivíduos, 8 dos quais sujeitos à medida de coação de prisão preventiva, desde Julho de 2019, fortemente indiciados da prática de um crime de tráfico de estupefacientes agravado.

Os arguidos actuavam em São Miguel do Rio Torto abastecendo os consumidores em diversos locais dos concelhos de Ponte de Sôr, Gavião, Abrantes e Mação.

O caso remonta a 3 de Julho de 2019, quando a GNR empenhou mais de 7 dezenas de militares, numa mega operação que culminou com a detenção de deteve seis homens e quatro mulheres, com idades compreendidas entres os 17 e os 55 anos, pela prática do crime de tráfico de estupefacientes, nos concelhos de Ponte de Sôr, Abrantes e Coruche.

Na altura a GNR anunciava que tinha desmantelado uma “rede de tráfico de estupefacientes que operava em vários concelhos na zona centro e sul do país, com pontos de venda próximos de estabelecimentos de ensino, em que muitos dos clientes eram jovens estudantes, o que estava a causar enorme alarme social.”

Nesta operação foi apreendido:

– 101 doses de Heroína;

– 80 doses de Cocaína;

– Duas doses de haxixe;

– 16 telemóveis;

– Oito objectos em ouro;

– Sete veículos ligeiros;

– Cinco aparelhos informáticos;

– Uma nota falsa de 200 euros;

– 3134 euros em numerário;

– Diverso material electrónico, eletrodomésticos e ferramentas.